Skip to main content

Carta de demissão: Veja nossas dicas e saiba como fazer a sua

Carta de demissão: Veja nossas dicas e saiba como fazer a sua

  Anúncios  

A carta de demissão é um documento escrito de próprio punho que tem o objetivo de comunicar formalmente o desejo do funcionário em deixar a empresa onde atua, sendo que ela é obrigatória na maioria dos locais empregadores.

Como o vínculo empregatício é considerado uma via de mão dupla, tanto a empresa pode demitir um colaborador como o mesmo pode buscar pela rescisão contratual, mas neste último caso será preciso elaborar uma carta clara e objetiva.

A seguir você poderá entender todos os detalhes sobre esse documento de desligamento para que possa elaborar o seu próprio a fim de se desligar da empresa onde se encontra, então continue a sua leitura.

O que é a carta de demissão?

A carta de demissão foi devidamente regulamentada desde a Reforma Trabalhista, que foi aprovada em 2017. Sendo assim, esse tipo de situação passou a ser mais amena e mais correta, de forma que o funcionário pode deixar a empresa sem grandes empecilhos.

Embora existam diretrizes específicas que sirvam para conduzir estas situações, uma solicitação de demissão acaba sendo sempre um momento delicado, principalmente quando o funcionário não demonstra previamente que tem interesse em deixar a empresa.

Com isso, a entrega de uma carta específica que comunica o local sobre o desligamento tende amenizar muito a situação e ainda formaliza a intenção do funcionário em buscar outras alternativas para a sua vida profissional.

Entenda quando a carta é necessária

  Anúncios  

É importante destacar neste momento que as empresas não precisam fazer uma carta de desligamento para os funcionários quando ocorrem demissões ou quando eles mesmos decidem deixar seus cargos.

Em outras palavras, a carta de demissão é necessária quando um funcionário deseja comunicar o seu desligamento de forma unilateral ou ainda quando está em busca de uma demissão por acordo.

Quando a empresa é atendida por certos prestadores de serviço, ela deverá fazer apenas um comunicado semelhante que também será válido, mas este possui outros tipos de regras que devem ser consultadas à parte.

Como a carta de demissão deve ser escrita?

Para que a carta de demissão seja validada e siga todas as regras, é muito importante que você dê preferência para escrevê-la a mão, em duas, vias a fim de proporcionar uma maior garantia às partes envolvidas.

Uma carta que é escrita à mão tem maiores chances de provar que o colaborador está realmente agindo por vontade própria e partiu de si a vontade de sair da empresa, evitando assim certas desavenças.

Outro detalhe importante é que a escrita feita de próprio punho pode ser usada para comparação de letras caso seja preciso certificar que foi o mesmo trabalhador em questão que desenvolveu a carta de desligamento, e não outra pessoa que agiu de má-fé.

Elaborando a carta de desligamento

Quando for escrever a sua carta de demissão, uma dica importante é ir direito ao ponto e não se demorar nas justificativas, pois mesmo que a relação do indivíduo com a empresa seja saudável, este documento não visa despedidas.

Busque então toda a formalidade possível e vise a objetividade. Também há a possibilidade de utilizar uma linguagem mais leve e pode-se agradecer pelo tempo que passou no local, caso julgue interessante fazê-lo.

Ademais, há certas informações simples que não podem faltar, incluindo o nome completo do funcionário, nome da empresa, período de cumprimento do aviso-prévio, cargo ocupado, data e local de entrega da carta e assinatura de próprio punho.

Dicas adicionais para escrever uma boa carta

O primeiro passo para fazer uma boa carta de demissão quando nunca se escreveu uma antes é escrever um rascunho. Isso é importante porque ao passar novas ideias para o papel, novas ideias podem surgir e erros poderão ser corrigidos.

Com base no seu rascunho, é possível se certificar de que todas as palavras estão corretas e de que passou a mensagem de forma devida, então desenvolver uma versão inicial do seu documento antes de criar o definitivo é muito interessante.

Por fim, a dica final aqui é ler o que foi escrito em voz alta para verificar se todas as ideias estão realmente claras e se há algum tipo de correção pendente. Depois disso, basta redigir o documento à mão para encaminhá-lo ao RH da empresa.

Considerações finais

Embora a carta de demissão adequada deve ser feita à mão, este não é um feito totalmente obrigatório, mas há uma ampla recomendação para se evitar a criação deste tipo de documento de forma digitalizada pelos motivos aqui já mencionados.

Hoje é possível encontrar diversos modelos de cartas na internet e caso você ainda tenha dificuldades em elaborar a sua, basta encontrar uma que se adeque à sua situação para ajudá-lo a escrever seu próprio documento.


Nome do redator

Flavia Reis

Sou especializada em tecnologia e uma apaixonada por aplicativos móveis. Eu escrevo regularmente para o site mundodotrabalhador.com, fornecendo análises detalhadas e análises aprofundadas de aplicativos para ajudar os usuários.


Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.