Skip to main content

Seguro-desemprego: Veja como funciona e quanto você pode receber

Seguro-desemprego: Veja como funciona e quanto você pode receber

  Anúncios  

O seguro-desemprego se trata de um dos benefícios assistenciais mais conhecidos entre os cidadãos brasileiros, já que ele é voltado especialmente para funcionários com registro em carteira que são demitidos sem justa causa.

Trata-se então de uma iniciativa de suma importância para que os trabalhadores brasileiros não fiquem repentinamente desamparados e possam ter como se manter até que uma nova oportunidade de emprego surja.

Se você ainda não conhece o benefício com detalhes e deseja conferir suas particularidades, esse post irá ajudá-lo, então continue acompanhando o conteúdo que preparamos a seguir.

O que é o benefício seguro-desemprego?

O seguro-desemprego foi criado oficialmente em 1986, cedido apenas para aqueles trabalhadores que possuem registro em carteira e é liberado quando estes são demitidos pelos empregadores sem que haja justa causa.

Como o segurado perde a renda de forma involuntária, o seguro propõe uma assistência financeira que ocorre durante alguns meses, assim ele não ficará desamparado enquanto não encontrar outro emprego.

Os valores cedidos provém do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), sendo que as parcelas são liberadas através da Caixa Econômica Federal. Vale mencionar ainda que o número e o valor das parcelas variam de acordo com o tempo de serviço.

Quem pode receber?

  Anúncios  

Conforme já mencionado algumas vezes nesse post, o seguro-desemprego é um benefício exclusivo daqueles que possuem Carteira de Trabalho assinada e acabam sendo demitidos sem a implicação de justa causa.

Além desta regra, o requerente não pode ser favorecido por programas sociais, ter outro tipo de renda própria ou estar recebendo algum tipo de benefício previdenciário continuado, como é o caso de pensão ou aposentadoria.

Aqui também vale comentar que pescadores artesanais em período de defeso, empregados domésticos inscritos devidamente como Contribuinte Individual da Previdência Social e pessoas resgatadas de trabalho análogo à escravidão também estão aptas ao recebimento.

Sobre os valores do seguro-desemprego

O valor e número de parcelas variam de um trabalhador para outro e irá depender principalmente da sua média salarial, além do tempo de serviço prestado para o mesmo contratante que deve estar mencionado na Carteira de Trabalho. 

Geralmente, o seguro-desemprego fica entre 3 a 5 parcelas, sendo que os valores podem ser entre R$1.100,00 e R$1.911,84. No site da Caixa também é possível encontrar uma tabela que serve para o cálculo da média salarial.

Outro ponto que merece atenção, é que o seguro só pode ser solicitado pela primeira vez quando o requerente já recebeu 12 salários em seus últimos 18 meses de trabalho, sendo que estes números são reduzidos na segunda solicitação.

Como solicitar o benefício

Há algum tempo atrás, quem fazia a solicitação do seguro-desemprego eram as Superintendências do Trabalho e Desemprego (SRTE), que possuíam unidades em todos os estados e precisavam de agendamento via telefone.

Hoje, graças ao amplo auxílio da tecnologia, o pedido pode ser feito rapidamente através do site oficial do Governo ou ainda pelo aplicativo Carteira de Trabalho Digital, que é gratuito e se encontra disponível no Google Play e Apple Store.

Se você quiser fazer a solicitação através do site, basta ter em mãos um dispositivo com internet e prosseguir da seguinte forma:

  • Entre no site Gov.br clicando aqui;
  • Selecione a opção “Iniciar” ao lado direito da tela;
  • Em seguida, será necessário fazer o login na plataforma;
  • Caso seja o seu primeiro acesso, será preciso fazer um cadastro;
  • Assim que conseguir acessar a plataforma, será possível visualizar todos os serviços disponíveis e entre eles haverá o seguro-desemprego;
  • Clique sobre este link e em seguida, selecione “Solicitar o seguro”;
  • Já na página seguinte, informe o número do requerimento que estará presente na parte superior da sua ficha de demissão e finalize o procedimento seguindo todas as instruções cedidas.

Se preferir fazer a solicitação via app, os passos serão muito similares aos demonstrados acima, onde basta fazer o login, selecionar “Benefícios” e depois ir em “Solicitar” no quadro do seguro-desemprego. Por fim, informe o número do requerimento e siga as instruções para concluir o pedido.

Prazo para fazer a solicitação do seguro-desemprego

A regra original do benefício destaca que a solicitação deve ser feita pelos trabalhadores entre 7 e 120 dias logo após a data estabelecida da demissão formal ou da proibição de pesca, no caso dos pescadores. 

Em agosto de 2020, devido à pandemia, o Ministério da Economia divulgou a resolução 873, que definiu que os segurados demitidos após o mês de março de 2020 podem fazer a solicitação do seguro-desemprego a qualquer momento.

A resolução acima permaneceu ativa até que o estado de emergência de saúde pública e calamidade durasse. Com isso, voltou a valer os novos períodos que foram mencionados no início deste tópico.


Nome do redator

Flavia Reis

Sou especializada em tecnologia e uma apaixonada por aplicativos móveis. Eu escrevo regularmente para o site mundodotrabalhador.com, fornecendo análises detalhadas e análises aprofundadas de aplicativos para ajudar os usuários.


Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.