Skip to main content

Conheça 10 profissões que não existem mais

Conheça 10 profissões que não existem mais

  Anúncios  

Devido ao grande avanço da tecnologia, há diversas profissões que não existem mais, já que muitas atividades que eram realizadas por pessoas agora podem ser executadas em apenas um clique.

Devido a essa grande revolução do mercado de trabalho, máquinas, computadores e robôs passaram a substituir milhares de profissionais, mas é importante frisar que para cada profissão extinta, várias outras acabaram surgindo.

Através desse post você poderá conferir alguns cargos que já foram bastante comuns em algum momento da história, mas que hoje deixaram de existir principalmente devido a tecnificação dos processos.

Acendedor de postes

Antes da existência da energia elétrica, a iluminação urbana era realizada através do fogo, com base em velas, lampiões e querosene, então o acendedor de postes era um profissional que exercia uma atividade de suma importância.

Sua função era basicamente acender os postes logo no início da noite e apagá-los no início da manhã. É uma das profissões que não existem mais bastante antiga, sendo que ela deixou de existir no Brasil no final do século XIX.

Lanterninha de cinema

O lanterninha de cinema é o profissional que atua dentro de cinemas a fim de ajudar as pessoas a encontrarem o seu lugar nas sessões de filmes. Seu papel já foi considerado muito importante, já que as salas eram muito escuras.

Além disso, o lanterninha atuava como um fiscal, a fim de evitar tumultos e barulhos durante os filmes. No momento, esse tipo de cargo só é encontrado em cinemas muito específicos, cujo intuito é funcionar à moda antiga.

Atriz e ator de rádio

  Anúncios  

A era do rádio foi uma das mais importantes do meio artístico, já que grandes estrelas da televisão e do cinema tinham o seu primeiro contato com o público através da sua voz, quando participavam de certos programas.

Desse modo, as atrizes e atores de rádio interpretavam personagens diversos em radionovelas. Trata-se de mais uma das profissões que não existem mais, já que ela se extinguiu pouco depois do surgimento da TV.

Operador de mimeógrafo

O mimeógrafo surgiu para facilitar o cotidiano de empresas e também dos profissionais da educação, já que ele permitia que fossem feitas impressões de forma simples, porém, era um trabalho totalmente manual.

Dessa forma, o operador de mimeógrafo era o encarregado de cuidar dos processos de impressão manual. Assim que as impressoras convencionais começaram a surgir, esse cargo entrou para a lista de profissões que não existem mais.

Mensageiro de telegrama

Os telegramas eram extremamente comuns na época onde as cartas desempenhavam um papel muito importante em relação a comunicação, sendo que empresas de telégrafos e agências dos correios eram responsáveis pelos envios.

O telegrama era relacionado a mensagens mais curtas e acabava sendo mais ágil quando comparado a cartas convencionais, já que o mensageiro de telegrama fazia as entregas a pé, de bicicleta ou de motocicleta.

Leiteiro

Durante muito tempo, os leiteiros eram os responsáveis por entregar leite fresquinho todas as manhãs nas casas de dezenas de famílias. Era algo bastante comum, mas que deixou de acontecer devido à praticidade gerada pelos grandes mercados.

Ainda é possível encontrar alguns leiteiros em cidades do interior, mas é um meio profissional que vem se extinguindo e em pouco tempo deve ser mais uma das profissões que não existem mais.

Arrumador de pinos de boliche

Os boliches são locais que proporcionam diversão há muitas décadas, e antes da tecnificação dos processos destes espaços, o arrumador de pinos de boliche eram considerados profissionais essenciais para o negócio.

Hoje os pinos de boliche são organizados automaticamente, graças ao auxílio de máquinas específicas, então não são mais contratadas pessoas exclusivamente para fazer a arrumação de forma manual.

Telefonista

O telefone foi inventado em 1987, mas a princípio, não era possível ligar diretamente para outro aparelho e quem era o responsável por estabelecer a conexão era o profissional telefonista.

Foi uma função muito importante e que era executada principalmente por mulheres. O Telefonista se tornou uma das profissões que não existem mais no Brasil somente na década de 1980, já que as conexões foram muito facilitadas.

Arquivista

O arquivista era um profissional muito importante dentro das empresas de todos os portes, pois a sua função era manter todos os tipos de documentos em ordem, já que eles são muito importantes dentro de um negócio.

Essa é outra das profissões que não existem mais, já que essa função passou a ser executada por novas técnicas de gestão, como o uso de Internet das Coisas (IoT), Big Data e Inteligência Artificial.

Cortador de gelo

Com certeza essa é uma das profissões que não existem mais que muitos não sabiam sequer que chegou a existir, sendo que ela era desempenhada por pessoas que residiam em lugares frios para vender gelo.

A estratégia foi muito lucrativa antes do surgimento de refrigeradores, mas também foi considerada uma profissão muito perigosa devido a estes profissionais arriscarem suas vidas ao andar em lagos congelados.


Nome do redator

Flavia Reis

Sou especializada em tecnologia e uma apaixonada por aplicativos móveis. Eu escrevo regularmente para o site mundodotrabalhador.com, fornecendo análises detalhadas e análises aprofundadas de aplicativos para ajudar os usuários.


Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.