Skip to main content

PDI: Saiba o que é e como fazer o seu

PDI: Saiba o que é e como fazer o seu

  Anúncios  

O Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) é uma das melhores formas existentes de se preparar para grandes desafios de carreira, seja para alcançar uma promoção no emprego atual ou para colocar em prática um projeto específico.

De uma forma resumida, esta técnica consiste em desenvolver um roteiro específico para seguí-lo e chegar onde você gostaria de estar profissionalmente, ou seja, se trata de traçar metas para levá-lo a um intenso desenvolvimento pessoal e profissional.

Quando se coloca no papel prazos e metas a serem seguidos, será muito mais difícil perder o foco, sendo uma estratégia muito funcional. Para saber mais sobre esse assunto e entender como começar a criar o seu Plano, continue sua leitura.

Como o Plano de Desenvolvimento Individual funciona?

O PDI é uma prática muito utilizada por diversas empresas, servindo especialmente para monitorar o desenvolvimento de cada colaborador. Vale mencionar ainda que esta também consiste em uma técnica de aplicação supraorganizacional.

  Anúncios  

A criação de um Plano de Desenvolvimento Individual pode variar, mas estará sempre relacionada com as competências que você deseja adquirir e como vai alcançar este feito a fim de obter maior destaque em sua profissão.

Segundo especialistas, a prática também serve como técnica de autodesenvolvimento para os objetivos próprios de cada funcionário, independente da sua função na empresa ou do seu gestor.

Como montar um PDI

Se você deseja obter sucesso com esta metodologia específica, será necessário montar o PDI através de alguns passos específicos, que vão encaminhá-lo ao desenvolvimento profissional. Veja a seguir quais são estes passos:

  • Definir objetivos: determine com precisão qual será o nível de desenvolvimento esperado e também em quanto tempo deseja chegar nessa etapa. Não esqueça de avaliar também os subsídios que a sua empresa oferecerá para que o objetivo seja alcançado;
  • Avalie as competências necessárias: assim que você determinar os objetivos, comece a avaliar quais são as competências necessárias para que aquilo seja alcançado. Faça uma lista completa e clara para facilitar a visualização;
  • Faça uma análise pessoal: analisar seus pontos fortes e fracos é um ponto importante pensado, já que os fracos deverão ser melhorados e os fortes podem ser aprimorados para que o objetivo fique mais próximo;
  • Defina as prioridades: assim que você entender melhor o que é necessário para alcançar o objetivo, encontre quais são as competências que devem ser priorizadas a fim de conseguir o desenvolvimento profissional;
  • Regra de 3: uma tática para priorizar é avaliar as habilidades pensando-se no impacto do seu objetivo, desejo de aprender a nova habilidade e urgência da habilidade, que são 3 questionamentos muito importantes;
  • Desenvolva um cronograma: depoi de tudo isso, criar um cronograma específico para expor quando e como irá desenvolver cada uma das habilidades selecionadas;
  • Analise o percurso: faça uma análise constante do seu trajeto de desenvolvimento e crie espaços específicos para isso, já que dessa forma será possível fazer todos os ajustes necessários ao longo da jornada.

Através da internet você também pode encontrar modelos de PDI que irão te inspirar no momento de desenvolver o seu próprio, então use e abuse das ferramentas de busca para encontrar exemplos inspiradores.

O que evitar 

Quando estiver criando o seu PDI, seja o mais realista possível, pois definir metas que são impossíveis de serem realizadas irão te atrapalhar ao longo do projeto, principalmente se o prazo estabelecido for mais curto.

Ainda em relação aos prazos, estes também devem ser definidos com cuidado, já que dentro de um Plano de Desenvolvimento Individual você pode estabelecer objetivos de curto, médio e longo prazo.

Por fim, no momento de escolher quais as competências a serem desenvolvidas, dê maior atenção para aquelas nas quais você já possui certa prática. Dar atenção apenas para o que não possui habilidades pode não acarretar em resultados positivos.

Após fazer o PDI

Assim que você concluir o seu próprio PDI, você não deve focar simplesmente nos itens que foram ou não cumpridos, porque o principal ponto deste trajeto é o aprendizado adquirido e a reflexão de como tudo ocorreu.

Ao final do processo faça questionamentos abrangentes, como “O que deu certo e o que deu errado?”, “Quais foram as habilidades desenvolvidas?”, “ O objetivo não foi alcançado por erro na definição das competências?”, etc.

Com isso você poderá visualizar o resultado como um todo, sabendo de forma realista quais os hábitos a serem mudados e pode ser um ponto de partida para o desenvolvimento de um novo Plano de Desenvolvimento Individual.


Nome do redator

Flavia Reis

Sou especializada em tecnologia e uma apaixonada por aplicativos móveis. Eu escrevo regularmente para o site mundodotrabalhador.com, fornecendo análises detalhadas e análises aprofundadas de aplicativos para ajudar os usuários.


Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.